Motivacional

Mensagem aos que ainda não se casaram no Civil e no Religioso

Tenho observado algumas irmãs – e também irmãos – que foram desencorajados e desesperançados para lutar pela restauração de suas famílias, simplesmente porque não se casou no civil e no religioso, mesmo vivendo anos a fio debaixo do mesmo teto e ainda, ter filhos do relacionamento que não é reconhecido juridicamente.

Aos que ainda não se casaram no Civil e no Religioso

Percebo que o povo está se perdendo por falta de sabedoria e uma boa exegese da Sagrada Escritura para entender o significado correto de Fornicação [no grego πορνεία].

Tenho observado algumas irmãs – e também irmãos – que foram desencorajados e desesperançados para lutar pela restauração de suas famílias, simplesmente porque não se casou no civil e no religioso, mesmo vivendo anos a fio debaixo do mesmo teto e ainda, ter filhos do relacionamento que não é reconhecido juridicamente.

Alguns pensam – equivocadamente – que estão vivendo em Fornicação por viverem assim.


Nesta semana, recebi o pedido de aconselhamento de uma irmã abandonada pelo marido por causa do adultério deste; estava desesperada, pois o egrégio pastor (pastor?) conselheiro (conselheiro?) da igreja em que ela frequenta, havia dito para não lutar mais e nem procurar o companheiro, pois não era casada no civil e que, portanto, estava vivendo em Fornicação.


O dileto pastor aconselhou (aconselhou?) a procurar outro homem para casar e formar uma família.

Eis os motivos de angustia desta amada irmã: pensar que não havia mais jeito para restaurar a família e que o seu caso era completamente perdido; “descobrir” que vivia em pecado de Fornicação – conforme proposto no deprimente conselho pastoral…

Detalhe: a irmã, desejosa de buscar ao Senhor nosso Deus e lutar com auxilio da Fé para restauração do seu lar, já tem filhos com este homem e viviam juntos há nove anos!

Aos que ainda não se casaram no civil e no religioso

Ora minha gente, é preciso discernimento e bom senso para compreender que o Casamento é o Ato!


O evento, a cerimônia, a convenção, o ritual, ou como queiram chamar, acontece apenas para partilhar (anunciar) entre queridos essa união que já aconteceu e levar ao conhecimento de familiares, amigos e a todos aqueles que compõem a comunidade em que o casal vive. O casamento, verdadeiramente, acontece quando duas pessoas se unem nos mesmo ideais, na mesma consciência, em um só pensamento a respeito de uma união a dois, com respeito e fidelidade mútuos. Passou disso é convenção. É questão cultural. É ato ligado a exterioridades.

No aspecto histórico religioso, o ritual de casamento tal como conhecemos na atualidade (aliança de ouro no dedo, vestido de noiva e véu na cor branca, cerimônia religiosa diante de um sacerdote ou ministro religioso, festa com os familiares, bolo e comidas, etc.) era uma prática pagã que foi inculturada, isto é, adotada pelo cristianismo por volta do século V, entre os clérigos romanos – nesta época ainda era permitido o casamento dos papas e padres da Igreja de Roma.

No aspecto jurídico, o casamento reconhecido diante das leis constituídas pelo Estado e a Nação tal como conhecemos hoje em Cartórios de Registro Civil, só foi instituído no Brasil por volta do ano de 1875.


Isto posto, para haver casamento válido diante de Deus entre um homem e uma mulher, independe tanto do aspecto histórico religioso quanto do jurídico como observamos acima; o ato em si ocorre dentro de uma tríplice ação na esfera humana conforme prescrito nas páginas Sagradas, a saber: Deixar o pai e a mãe, unir com a pessoa do sexo oposto e tornar uma só carne.

Vejamos a declaração do Senhor nosso Deus que ratifica – indubitavelmente – está irrefutável verdade, registrado na Sagrada Escritura:

“Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. (Gênesis 2.24)

 

Aos que ainda não se casaram no civil ou no religioso

 

 

A afirmação do verso aludido ocorreu no momento em que o próprio Deus institui o laço sagrado do matrimonio no jardim do Éden, unindo Adão e Eva – os primeiros seres humanos e pais de toda a humanidade. É interessante neste ponto, observar – se é que há alguma necessidade – a completa e total ausência do aspecto histórico religioso e jurídico neste tão nobre evento realizado pelo Eterno.

Além deste fato tão relevante, temos a confirmação desta tríplice ação séculos mais tarde, dada pelo próprio filho de Deus – o nosso Senhor Jesus – durante um acirrado debate teológico entre os defensores das escolas rabínicas de Hilel e Shamai (Mateus 19.4-6).


Entrementes, analisando minuciosamente a tríplice ação humana do casamento válido e considerado por Deus, temos:



Deixar o pai e a mãe (Gênesis 2.24a), isto é, tanto o homem quanto a mulher devem ser solteiros;


Unir com a pessoa do sexo oposto (Gênesis 2.24b), isto é, viver uma vida em comum no lar, em amor, amizade, compartilhando das alegrias e também das inevitáveis tristezas, unindo forças para somar na edificação e para o bem da vida em comum;


Tornando-se os dois numa só carne (Gênesis 2.24c), isto é, manter em amor, responsabilidade, carinho e fidelidade à relação sexual entre o casal.

O casamento acontece diante do Senhor, quando ocorrem estas três ações simultaneamente entre si!

 

Aos que ainda não se casaram no civil e no religioso

 



Se há ausência de alguma destas características que compõe a tríplice ação humana do casamento em sua relação marital – que ainda não foi legalizado juridicamente diante das leis do Estado – então sim, você vive em Fornicação, portanto, em pecado diante de Deus!


No entanto, o objetivo deste modesto autor não é de forma alguma, incentivar a prática da convivência marital e o amasiamento, gerando relacionamentos não regularizados e reconhecidos no campo jurídico.



Muito menos, condenar o ritual do matrimonio simplesmente por ser uma prática oriunda do paganismo e das religiões politeístas dos povos primitivos.


A questão é que devemos abraçar com amor e agregar ao corpo de Cristo e no roll de membros da Igreja enquanto organização, todos os irmãos que por diversos motivos já vivem assim desde sua conversão.


Outro sim, orienta-los com amor quanto ao dever cívico de regulamentar seus matrimônios no cartório civil a fim de se ter o reconhecimento jurídico perante o Estado e suas leis constituídas, pois devemos como cristãos dar o bom exemplo e andar de acordo com as leis humanas – conforme o ensino paulino (Romanos 13.1-7).

Jamais dize-las a elas que estão em pecado de Fornicação, tal como boa parte das Igrejas – se não quase 100% – ensina; Fornicação é sexo entre solteiros que estão descompromissados com a instituição família, portanto, há pelo menos a falta de alguma daquelas características que compõe a tríplice ação do matrimonio válido (Deixar o pai e a mãe, unir com a pessoa do sexo oposto e tornar uma só carne) – evidentemente que não é o caso destes casais que vivem debaixo do mesmo teto há tanto tempo e, ainda, possui filhos do relacionamento!

 

Aos que ainda não se casaram no civil e no religioso

 

Querido leitor, agora que você entendeu o que é matrimonio válido para Deus, além do seu desejo que é legitimo do direito justo de lutar e restaurar o seu casamento, precisa proceder diligentemente de forma digna e santa para conquistar e ganhar o seu conjugue para Cristo evangelizando-o através do seu testemunho na conduta e no comportamento cristão, para então regularizar a sua situação junto as leis civis do nosso Pais pois o cristão, conforme prescreve o Livro Santo, deve obedecer as leis humanas constituídas (Romanos 13.1-7), evidenciando a graça e o louvor da instituição divina do casamento que glorifica a Deus; casando no cartório e, se desejar, no religioso, para compartilhar junto aos teus irmãos em Cristo e familiares a benção do matrimonio.

Que Deus Restaure o seu Casamento!

Por Douglas Pereira da Silva

 

Faça parte da minha LISTA VIP e receba dicas para SALVAR SEU CASAMENTO.

Segurança nas sua informações

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

23 Comentários

  1. Presa da Esperança disse:

    Boa tarde. com base em tudo o que li no blog, e já ouvi em muitas igrejas, fiquei com algumas duvidas. qd me reconciliei com Jesus, estava casada (civil e religioso) porem separada pois ele havia me deixado (traição mutua). Na igreja fui aconselhada a buscar a restauração, pois me arrependi e amava muito meu marido, o trai por imaturidade e magoas, desejo de vingança pois ele me traiu varias vezes. Busquei de todas as formas a reconciliação, mas ele entrou com o divorcio, eu não assinei, mas o juiz deu assim mesmo. Ele me ignorava, falava muito de vez em quando… depois de 5 anos (3 de separação e 2 de divorcio) eu ainda lutava por ele, ele veio na minha cidade e ficamos um dia juntos, disse que eu era maravilhosa, que falaria sempre comigo, etc…Continuei orando e vivendo como se ele estivesse dentro da minha casa. Nunca olhei para outro homem ou quis desistir, e Deus sempre me falava na Palavra que atenderia minhas orações. Pois bem, depois de 7 meses do nosso encontro, ele me mandou uma mensagem dizendo que viria de novo e queria me ver. Mas dessa vez não fiquei tão alegre, algo me incomodou e fui procurar sobre a vida dele nas redes sociais, coisa que eu não fazia há mais de um ano, pois não queria olhar para as circunstãncias para não abalar minha fé. Pois bem…descobri ali que ele havia se “casado” ha menos de um mês ( parece que foi uniao estável, mas as fotos sao de uma recepção simples, com bolo, etc) . Meu mundo caiu, pois na minha igreja ensina que a partir do momento em que há esse segundo casamento, não se pode mais orar pela reconciliação. Questionei se mesmo casado ele viria me ver e ele disse que sim. estamos nos falando, trocando fotos e ele quer que eu vá na cidade onde mora pra ve-lo. Não sinto vontade de desistir dele. Ainda o amo, apesar de ter ficado muito triste com o que ele fez. Mas ele é ateu, não conhece o amor nem o perdão, é muito orgulhoso e a familia dele me odeia. Eu devo continuar lutando? Esta nova relaçao é válida diante de Deus? No mês em que aconteceu a união com a outra mulher, ele me procurou varias vezes por msg, mandou musica de amor, fotos intimas…me chamou pra ir ficar com ele. Não sei o que fazer.

  2. Alessandra Cardoso disse:

    Oi sou casada no cartório, não separei ainda do dando entrada no divórcio, meu ex marido ouve traição de abas às partes não o amor, quero divorcia. .. juntei com outro rapaz é o amor MT , só q agora ele me deixou devo luta por ele pela reconciliação, meu divorcio está próximo a sair … Deus está nesse caso , tô pedindo Deus q trás meu amor de volta … Deus sempre confirma pra mim , q devo luta , sonhos na palavra é tudo profecias … quero começa do zero tudo com esse é me casar mais pra frente dinovo,me ajude ?

  3. mary disse:

    Olá boa noite vivi com meu companheiro 8 anos e tivemos uma filha hoje com 5 anos não somos casados e qdo resolvemos casar compramos alianças ele se relacionou com uma outra mulher e foi morar com ela, só que dia 12/08/16 ele me pediu pra voltar que queria restitur nossa familia e eu permiti sua volta pque o amo.Uma semana depois ele saiu de casa disse que estava confuso e foi morar com a mãe dele e disse que ia construir a vida dele com a outra.Estou desposta a fazer a vontade de Deus pois estava afastada do camiho do senhor e hoje depois de tanto sofrimento voltei pros braços dele.Quero muito restituiçao e restauraçao da minha familia com meu conjugue.Por favor preciso de ajuda vi seus vídeos no youtube .Um abraço

  4. V disse:

    Me ajude. … temos um filho
    Ele saiu da casa dos pais dele e eu da casa dos meus pra morarmos juntos na minha gravidez a gente brigou e ele foi embora
    Posso pedir restauração não somos casados de papel por favor ninguém quer orar pois diz q vivia em pecado vai fazer dois anos q estamos separados

  5. Prezamada Juliana,

    Paz e Saúde vos sejam multiplicados por Deus em Cristo Jesus!

    Alguns crentes ficaram escandalizados com este artigo, tentando refuta-lo com alguns textos Bíblicos!

    Entretanto tive de responder aos refutantes sobre o assunto, julguei ser-lhe útil para sanar alguma duvida…

    Segue o link com a respectiva resposta:

    http://atequeamortenossepare1.blogspot.com.br/2017/01/mensagem-aos-que-ainda-nao-entenderam-o.html

    Que Deus te abençoe minha querida irmã, e parabéns pelo blog; esta uma benção!

    De vosso irmão, o menor

    Douglas

  6. Laura disse:

    Fico maravilhada com os testemunhos de restauração de casamento e de como Deus trabalha! E trabalha SIM!
    Porém, como Cristã e também profissional da saúde gostaria de alertar as mulheres na questão de se preocuparem com sua saúde. O número de cristãs que estão recebendo o diagnóstico de HIV positivo é alto, n podemos ignorar isso. Antes dos homens serem restaurados, eles estão levando a vida como eles bem querem, uma vida sem responsabilidade e algo assim é possível de acontecer. E acontece! E mt!
    Por favor, não entendam isso como uma crítica, mas um alerta msm. Se previnam!

  7. Ernestina Bezerra disse:

    Boa Noite.
    posso lutar,orar e por em prática os ensinamentos sendo que apenas namorava..

  8. Daniella disse:

    Olá gostaria de saber se devo lutar por um relacionamento de sete anos ao qual não fomos casados civilmente que gerou dois filhos, mas esse relacionamento foi muito frustrante feito de muitas agressões tanto físicas quanto verbais muitas humilhações, me separei dele a um tempinho já dei várias oportunidades, mas em todas sem sucesso, hj ele se diz arrependido de tudo que quer refazer a nossa família, conheci outra pessoa que me trata como uma rainha mas ultimamente tenho ficado cm dúvidas sobre voltar para o ex devido ser o pai dos meus filhos. Desde já agradeço preciso de uma palavra

  9. Bárbara disse:

    Ju, quando me casei eu tinha 15 anos, por isso me casei somente na igreja com meu esposo. Não consegui chegar a tempos de me casar no cartório, pois meu deserto veio antes. Irmã, eu creio de todo o meu coração que sou casada perante Deus. Mas tem irmãos que acusam, falando que não sou casada e não valeu meu casamento. Mas eu creio que sim. Me casei na presença do Pai. Pode me orientar?

  10. Ana disse:

    Bom dia

    Preciso de uma ajuda, eu era católica e vivi junto com uma pessoa durante 21 anos sem casar no civil e religioso tivemos 2 filhas , separamos ficamos 12 anos separados, hoje eu sou crista e ele também embora desviado,estamos nos reconciliando mais quero fazer tudo de forma correta se eu casar no civil ja podemos ficar juntos na mesma casa? Enquanto vou preparar meu casamento na igreja?.

  11. Regina disse:

    Muito esclareceber…morava com meu esposo a 10anos. ..temos dois filhos e na semana passada nos separamos eu me arrependi e muito está com medo de tentar lutar pela restauração pelo fato de não sermos casados mas agora vou com toda certeza do mundo lutar pra isso muito obrigada de coração. .Deus abençoe

  12. Edjane janaina Rodrigues Dos Santos disse:

    Quem não e casado no civil e nem no religioso pode ser dirigente de circulo de oração?

  13. Edjane janaina Rodrigues Dos Santos disse:

    Creio eu de que Deus não se agrada de uma pessoa já esta com outra e sendo este casado ou união estável ,Deus fez o casamento pra o homem ser de uma só mulher e uma só mulher ser de um só homem, duas mulheres dividindo o mesmo homem e pecado mesmo que ambos já tenham sido casados .

  14. ROSE disse:

    ESTOU EM UM SEGUNDO RELACIONAMENTO E COM ELE TIVE UMA FILHA, POREM NÃO CASAMOS TEMOS A UNIÃO ESTÁVEL. DEVIDO A MUITAS BRIGAS RESOLVI SAI DE CASA COM MINHA FILHA.
    ELE DEIXOU PASSA UM TEMPO E AGORA TEM ME PROCURADO COM FREQUENCIA POIS DIZ ME AMAR MUITO E QUER VOLTAR MAS PASSADO ALGUNS DIAS ELE VOLTOU A FAZER AS MESMAS COISAS ME TRATA COM RISPIDEZ FALA AS VEZES COISAS Q ME DEIXAM MUITO TRISTE AI VAI EMBORA E DEPOIS ME LIGA DIZENDO SENTIR SAUDADES, TENHO TENTADO DE TUDO PARA FICARMOS JUNTOS MAS TENHO MEDO DE ESTA FAZENDO A COISA ERRADA E DELE NAO MUDA O COMPORTAMENTO RUIM COMIGO.PRECISO DE AJUDA POR FAVOR. TENHO TENTADO LE VE VIDEO TUDO SOBRE RELACIONAMENTO E O Q DEUS PENSA A RESPEITO DISSO POREM SEMPRE OCORRE DUVIDAS DE COMO DEVO AGIR NESSA SITUACAO

  15. Raquel Silva Passarello disse:

    Olá. Boa Noite.
    Sempre fui uma jovem cristã presente nas obras da igreja. Participando da liturgia, cantando, encontros, enfim. Mas por estar em relacionamento de namoro há 7 anos a distancia, tomei uma decisão que não condiz com a palavra de Deus (me juntei ao meu namorado, noivamos e estamos morando juntos, com um sonho e se programando para o matrimonio religioso e civil) sei que estou no pecado e não posso participar da comunhão.Porém gostaria de saber se posso continuar a participar dos encontros, se posso cantar nas missas ? O que me orienta? sinto muita falta de estar tão próximo de Deus nas obras. No momento só estou acompanhando as missas.

  16. Maria de Jesus disse:

    Olá!
    Moro junto há 7 anos, sem casamento no civil ou religioso. Sempre foi um relacionamento cheio de conflitos e traições. Até que eu me converti e a maioria dos conflitos cessaram. Porém, quase não há sexo entre nós pq eu não sinto desejo, atração e prazer sexual com o meu marido. Pratico apenas por ele (obrigação). Queria que essa situação mudasse e a química dentro de mim acendesse, mas acho difícil. Penso na separação, mas será que é permitido segundo a palavra de Deus? Será q um dia eu poderia me casar novamente?

  17. Adria geovanna disse:

    Ola, no meu caso ainda nao sou casada no cartorio nem na igreja, mas namoro a quase 4 anos e tivemos um filho, so que antes de nos relacionarmos a primeira vez , eu estava na igreja, participava do ministerio de danca, e vivia uma vida crista, com o tempo me afastei, engravidei, e agora quero muito voltar para a casa do senhor, so que tenho um certo receio, pois ainda nao me casei com ele, nos temos 20 anos e nosso filho 7 meses, eu ja conversei com ele sobre isso e a gente tinha decidido que iriamos voltar para a igreja, mas por conta da nossa situacao, fico sempre com uma certa duvida, eu sei que nao existe lugar melhor do que na casa de deus, mas sempre querm conversar com a gente para nos casarmos loo, e nao queremos ainda, pq moramos com nossos pais e nao vivemos juntos, e ainda estamos atras de emprego e querendo nos estabelecer para podermos ter o nosso cantinho.
    O que devemos fazer?

  18. Yara Ribeiro disse:

    ele saiu de casa nos separamos somente separação de corpos no civil, eu acabei me afastando da igreja e ele também, tive outros relacionamentos mas ele teve primeiro depois que separou, ele constituiu família novamente e eu logo depois também… Estava no mundo e fiz união estável com meu esposo atual, depois de alguns anos retornei para igreja, porém me falam muitas coisas,,, o que gostaria de saber é o seguinte: estou em pecado diante de Deus? o que devo fazer para ser perdoada? devo me separar e viver só? que atitude tomo?

  19. Tanara Maria Marques disse:

    Esse assunto é importante para ajudar muitas famílias